Casa do Construtor sobe 8 posições em ranking da ABF e está entre as 30 maiores do Brasil

Marca fechou o ano passado com 528 unidades, um crescimento de 138 em relação a 2022; inauguração da loja de número 700 está marcada para acontecer ainda este mês

A Casa do Construtor fechou o ano de 2023 entre as 30 maiores franquias do Brasil. A marca subiu nada menos do que oito posições no ranking anual elaborado pela ABF (Associação Brasileira de Franchising), em seu estudo divulgado nesta quinta-feira, dia 8 de fevereiro.

A rede fechou 2022 com 528 lojas e saltou, ao final de 2023, para 666 lojas, um avanço exponencial em número de unidades, que a fez sair da 35ª posição em 2022 para 27º lugar em 2023.

O dado mostra um crescimento de 26,2% no período, o que representa um dos melhores resultados no segmento “casa e construção”, entre os recortes que a ABF faz em seu estudo anual.

Os números divulgados pela ABF são tabulados com base em informações das próprias marcas num sistema que audita eletronicamente esses dados, por meio de regras e salvaguardas específicas.

No caso da Casa do Construtor o crescimento quantitativo é bastante significativo e vem acompanhado do crescimento qualitativo, ou seja, com bons números também refletidos no faturamento global da rede, dados que são regularmente divulgados pela franqueadora dentro de sua política de constante aprimoramento na governança.

Agora no início de fevereiro, a Casa do Construtor já avançou mais alguns bons passos rumo à contínua expansão, tendo 672 lojas operantes, com outras dezenas em implantação.

Para os sócios fundadores da Casa do Construtor, Expedito Eloel Arena e Altino Cristofoletti, os resultados expressos no ranking da ABF refletem um conjunto de esforços contínuos das equipes da franqueadora e, também, a confiança dos investidores que decidem por ingressar na franquia.

Da negociação ao contrato, até a loja operante, segurança e apoio total

Nos últimos dois anos, a Formatta Negócios, franqueadora da marca, vem promovendo uma série de aprimoramentos de processos, que incluem abordagens, relações e tratativas cada vez mais assertivas na seleção de novos franqueados e nos projetos de implantação de unidades, reduzindo drasticamente, com segurança e legalidade, o prazo médio de implementação de novas unidades.

“Se antes abríamos uma nova unidade a cada 10 dias, hoje esse prazo caiu de forma significativa e contabilizamos uma nova loja aberta a cada 2 dias, dando total apoio aos franqueados”, diz Bruno Arena, diretor de Expansão.

O setor é responsável busca pelo melhor ponto comercial, feita com ferramentas de geomarketing e o processo de implantação é totalmente estruturado e manualizado, com cronograma, definição de layout, homologação de prestadores de serviços como arquitetos e fornecedores de mobiliário, e até o planejamento da inauguração.

Lembrando que até o fim de 2025 o objetivo traçado da marca é alcançar as mil lojas, com forte avanço no processo de internacionalização. Hoje a marca está presente em todas as regiões do Brasil e já fincou bandeira no Paraguai e Uruguai.

Negociações consistentes avançam para a entrada da Casa do Construtor em outros países das Américas e do Caribe e há estudos em andamento para expansão também para países da União Europeia e África.